CANAL

Colab

Espaço de conteúdo colaborativo: feito por quem deseja contribuir com o RH. O texto não reflete, necessariamente, a opinião do RH Pra Você.

Adaptações aos novos modelos de trabalho: como a sinergia entre o RH e a tecnologia pode otimizar o seu serviço?

Desde o início da pandemia de Covid-19, milhões de pessoas precisaram mudar a rota da sua rotina profissional para evitar a propagação do vírus no país. Em 2020, muitas empresas precisaram aprender a se adaptar ao trabalho remoto.

Dados da pesquisa Fia Employee Experience (FEEx) apontam que 90% das empresas nacionais aderiram a alguma modalidade de home office. E mesmo que as empresas nunca tenham praticado nenhum test drive sobre o que é o trabalho remoto, ele acabou se tornando a principal ferramenta para lidar com a pandemia sem diminuir a produtividade e sem realizar cortes e reduções nas equipes pelo país. Desta forma, cada negócio precisou inovar e encontrar soluções para manter suas equipes engajadas e preparadas para lidar com os desafios do trabalho dentro da própria casa.

E foi neste cenário que a tecnologia ganhou força e se tornou mais um recurso insubstituível para manter a conectividade entre as ideias e ações executadas pelos colaboradores.

O mercado aprendeu que é possível fazer reuniões online com a mesma qualidade e profundidade das reuniões presenciais. Descobriu também o quanto os vídeos são poderosos, principalmente quando o assunto é transmitir mensagens de forma remota. E este cenário fez com que os setores de Recursos Humanos entendessem quais seriam as maneiras mais eficientes de utilizar os vídeos nos processos de capacitação e comunicação, como treinamentos, workshops, comunicados e até mesmo novas contratações.

Com o avanço da vacinação pelo país, retomamos a discussão sobre a adaptação ao modelo híbrido de trabalho. Como será a sinergia entre os colaboradores e a gestão, com a mescla de conversas físicas e virtuais?

Vislumbrando este cenário próximo, uma das possibilidades de integração é a partir dos vídeos interativos. A estratégia consiste em reunir o padrão tecnológico que fomos acostumados ao longo da pandemia com humanização de quem está do outro lado da tela, com a facilidade do consumo on demand.

Segundo estudo da SEMrush, 43% dos espectadores preferem assistir vídeos interativos, podendo escolher quais informações e quando desejam assistir. Sendo assim, os setores de RH podem usufruir desta tecnologia para aplicar questionários inteligentes – com alta taxa de fixação de conteúdo; recrutamento estimulante, onde o candidato se torna protagonista da narrativa em construção e ainda estimula a integração das equipes, que ganham dinâmicas que contemplem suas realidades para desenvolver diálogos enriquecedores na construção de novos projetos.

E apesar de pensarmos que o futuro híbrido no trabalho é algo para 2022, muitas empresas já começaram a se preparar para a nova realidade. Recentemente, o Google lançou o recurso Companion para as reuniões virtuais, onde os espectadores podem interagir de forma orgânica com os colaboradores presentes no local de trabalho.

Com a ajuda desta ferramenta, o maior desafio dos apresentadores ou líderes será lidar com as interações entre público físico e público virtual, entendendo as necessidades da interatividade e conexão entre as duas partes.

Mesmo com as dificuldades que a pandemia trouxe devido ao isolamento, muitos processos de inovação foram acelerados para conseguir passar por este momento. Não é de hoje que o mercado tem buscado a digitalização do RH, através de ferramentas tecnológicas que contribuam com os objetivos da área.

Plataformas de EAD, ferramentas de gestão de processos, e até processos seletivos tem sido digitalizados em empresas de todos os portes.

A aceleração e as possibilidades da internet trouxeram a sinergia necessária para que a tecnologia se torne uma parceira do setor de humanização das empresas. E esta movimentação norteia como as tecnologias podem estimular os sentidos e ideias dos colaboradores para um caminho essencial na nova trilha que o mercado pretende seguir para a próxima década, priorizando as necessidades dos funcionários e o avanço de cada empresa.

Novos tempos: como a tecnologia pode otimizar seu trabalho

 

Por Rodolfo Gomes, cofundador da PPT GO, startup de tecnologia.


De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil pra você?
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

0 Comentários
Athomus Tecnologia da Informação