CANAL

Colab

Espaço de conteúdo colaborativo: feito por quem deseja contribuir com o RH. O texto não reflete, necessariamente, a opinião do RH Pra Você.

Como construir carreiras edificantes por meio de habilidades, coragem e paixão

Nossas carreiras estão sempre em transformação, do momento em que concluímos cursos acadêmicos ou informais até quando já estamos inseridos no mercado de trabalho. Construir uma jornada profissional edificante e com propósito requer coragem.

Também é preciso ter a capacidade de se adaptar e aprender e ter uma compreensão de gestão de carreira. Antes de criar com sucesso uma jornada que desafie e entusiasme, você deve primeiro se tornar seu próprio arquiteto de carreira, construindo-a com uma base sólida.

Mudanças dinâmicas costumavam ser mais associadas ao mundo das startups, mas temos observado que elas estão cada vez mais presentes em todas as carreiras. O rompimento com o tradicional é algo que deve impactar, de uma maneira ou outra, todos os cargos e empregos. Para algumas pessoas, as funções podem mudar da noite para o dia e exigir novas habilidades. Outras pessoas podem escolher meios alternativos de se desafiar, por meio de trabalhos paralelos ou mudando completamente de setor.

Quaisquer que sejam suas escolhas de carreira, é recomendável ter em mente algumas etapas fundamentais para moldar sua jornada profissional:

Defina suas paixões e tente inseri-las em seu plano de carreira

Quais são as áreas que lhe despertam um interesse especial? Há alguma questão pela qual você tenha paixão? Comece fazendo uma lista e faça um exercício de como esses pontos podem cruzar com suas escolhas de carreira ao longo de sua caminhada.

Talvez você seja apaixonado por causas sociais, mas esteja no momento trabalhando em um setor diferente. Nesse caso, você pode procurar iniciativas dentro da sua empresa que se alinhem às suas paixões ou traçar um planejamento de carreira para definir melhor seus próximos passos.

Saiba o seu valor e desenvolva as habilidades necessárias para aumentá-lo

O que você faz bem? Reconheça o valor das suas habilidades e use isso para se diferenciar. Se você é ótimo em programação e hoje ocupa um cargo técnico, mas tem aspirações de assumir um cargo de gerência, por que não investir tempo no desenvolvimento de habilidades de liderança e gestão de pessoas?

Pense de maneira estratégica para avaliar onde você está agora, onde quer chegar nos próximos anos e quais são as habilidades que o levarão até lá.

Aprenda com sua rede de contatos e encontre sua tribo profissional

Encontre pessoas que compartilham a mesma visão que você e que estão dispostas a trabalhar em conjunto para cumprir uma mesma missão.

Qualquer pessoa que você encontrar ao longo de sua jornada pode ter uma lição útil para o seu desenvolvimento. Elas podem aumentar suas habilidades e conhecimento ou dar inspiração para seus próximos passos. Esteja aberto ao que pode vir como resultado do seu engajamento com sua rede de contatos e mentores e dos conselhos que você receber ao longo do caminho.

Fique atento para oportunidades que apoiam seus objetivos — e vá atrás delas (mesmo se você achar que não está totalmente pronto)

Infelizmente, sabe-se que as mulheres não se candidatam para vagas de trabalho a menos que sejam 100% qualificadas para elas (os homens, por sua vez, se inscrevem quando têm 60% das qualificações exigidas). Isso acaba sendo prejudicial por desvalorizar carreiras e potenciais de aprendizagem. Por isso, não tenha medo de arriscar. Se uma oportunidade que faz sentido para você surgir, não hesite em tentar.

Da mesma forma, não sinta que você precisa mudar de carreira só porque uma oportunidade foi oferecida a você. Dito isso, se você precisar assumir uma posição que não atende aos seus objetivos de longo prazo, aprenda tudo que puder com isso. Habilidades sociais e transferíveis são úteis em qualquer função, além de ajudar a fazer mudanças significativas e preparar a carreira para o futuro.

Decidindo seus próximos passos

Quando você dá os primeiros passos em sua carreira, você não sabe exatamente onde vai parar. Você pode começar em um setor e passar para outro por causa de fatores externos, ou pode descobrir que um sonho de infância não foi, de fato, o que você pensava que seria. Você pode abraçar o desejo de abrir seu próprio negócio. Ou talvez você precise assumir uma função de curto prazo devido a compromissos financeiros ou familiares. Lembre-se de que cada etapa de sua carreira contribui para o desenvolvimento de suas habilidades e de seu conhecimento, tornando você uma pessoa única para trabalhar e empregar.

 

Como construir carreiras edificantes

 

Por Débora Mioranzza, Vice-Presidente para a América Latina e Caribe da Degreed.


De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil pra você?
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

0 Comentários
Athomus Tecnologia da Informação